Operação Toque de Recolher prima pela gentileza e orientação

Abordagem do Corpo de Bombeiros segue o mesmo padrão em todos os atendimentos

Orientar com gentileza. É desta forma que os militares do Corpo de Bombeiros do DF (CBMDF) têm abordado a população durante a fiscalização do decreto que suspende a circulação de pessoas das 22h às 5h – exceto em situações específicas, como retorno do local de trabalho ou deslocamento para hospitais. A força-tarefa do Governo do Distrito Federal (GDF) teve início no último dia 8 de março e seguirá neste formato até o próximo dia 29.

“Estamos verificando se comércios estão respeitando o toque de recolher, mas nosso objetivo principal é orientar a população que tem nos atendido de forma muito tranquila. Somos sempre muito bem recebidos. Até agora, não registramos nenhuma ocorrência grave ou desrespeito. Pelo contrário, o que temos encontrado são pessoas dispostas a contribuir com as medidas”, avalia o responsável pelo Comando Especializado do CBMDF, tenente-coronel Deusdete Vieira.

Todos os quartéis do Corpo de Bombeiros fazem parte da força-tarefa | Foto: Divulgação/SSP

A forma com que os bombeiros abordam a população, a partir de uma orientação para padronização dos atendimentos, tem contribuído para a ação, como ressalta Vieira. “Gravamos um formato de abordagem para que o atendimento fosse o mesmo em todas as regiões administrativas. A gentileza é nosso foco, pois também precisamos fazer o acolhimento dessas pessoas.”

Nessa terça-feira (23), o CBMDF realizou 29 operações nas regiões administrativas do Distrito Federal. Foram utilizadas 31 viaturas. Os militares estiveram em Taguatinga, São Sebastião, Samambaia, Brasília, SIA, Vila Planalto, Lago Norte, Gama, Asa Norte, Planaltina, Brazlândia, Santa Maria, Lago Norte, Sobradinho, Riacho Fundo, Candangolândia, Asa Sul, Sudoeste e Ceilândia Centro.

De acordo com o tenente-coronel, o formato criado permite que praticamente todo o DF seja monitorado pelos militares. “As rondas estão sendo feitas por todos os quartéis. Desta forma, conseguimos alcançar todas as regiões administrativas”, conclui.

“Até agora, não registramos nenhuma ocorrência grave ou desrespeito. Pelo contrário, o que temos encontrado são pessoas dispostas a contribuir com as medidas”Deusdete Vieira, tenente-coronel do Corpo de Bombeiros

Força-tarefa

A ação é coordenada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) e reúne, além do CBMDF, as demais forças de segurança – polícias Militar (PMDF) e Civil (PCDF), além de Detran – Vigilância Sanitária, Brasília Ambiental, Procon e as secretarias DF Legal, de Mobilidade (Semob), de Agricultura (Seagri) e de Economia (Seec).

A Secretaria DF Legal, em conjunto com a PMDF, realizou, nessa terça-feira (23), 15.377 vistorias a estabelecimentos comerciais por todo o Distrito Federal. Do total, 541 foram abordados, 28 multas foram aplicadas e oito interdições foram feitas por descumprimento dos decretos de combate à covid-19. Também na terça-feira, 657 quiosques foram vistoriados e 29 abordados. Dezenove ambulantes foram retirados. Duas pessoas foram multadas por descumprirem o toque de recolher. E cinco, pelo não uso de máscara.

A PMDF abordou 231 veículos nos pontos de bloqueio na via Estrutural (DF-095), Epias Norte e Sul, Planaltina, Samambaia, Lago Sul e Guará. Também não foi registrado nenhum desrespeito ao toque de recolher pelos militares.

As delegacias especializadas – 12 no total – também passaram a integrar a força-tarefa

A PCDF atuou, por meio de rondas em todas as regiões administrativas, por meio das delegacias de área. Os policiais abordaram 573 pessoas e 109 veículos. Diariamente, cerca de cem agentes são empregados na ação a partir das 22h. Eles orientam e fiscalizam a população sobre as medidas restritivas do decreto editado para conter a propagação da covid-19. Os profissionais estão orientados a fiscalizar o funcionamento de estabelecimentos comerciais que também tiveram as atividades suspensas, independentemente do horário do decreto que orienta que não haja movimentação de pessoas no período noturno.

Desde a última semana, houve um incremento nas ações da PCDF. As delegacias especializadas – 12 no total – também passaram a integrar a força-tarefa. Desta forma, cerca de 50 agentes estão reforçando as ações.

Já o Detran-DF montou pontos de bloqueio e realizou patrulhamento com abordagens no Guará, Sobradinho, Santa Maria e Ceilândia. Foram registradas 235 abordagens, 12 alcoolemias e oito condutores inabilitados. Foram removidos 13 veículos por infrações diversas e três motocicletas por escapamento irregular.

A operação

Entre os dias 8 e 23 de março, as equipes de fiscalização realizaram 219.075 vistorias por todo o Distrito Federal, com 7.312 abordagens a estabelecimentos. Desse total, 268 foram multados e 385, interditados.

Ao todo, 44 pessoas foram multadas por desobedecerem o toque de recolher e 26 pelo não uso de máscaras. No mesmo período, 10.538 quiosques foram vistoriados e 868 abordados. Ao todo, 2.570 ambulantes foram removidos.

“As ações do Detran-DF vão além da Operação Toque de Recolher. Sempre orientamos os condutores e passageiros quanto às medidas restritivas, mas também precisamos estar atentos a questões relacionadas ao trânsito e por isso reforçamos os perigos de se combinar bebida alcoólica e direção”, explica o diretor de fiscalização do Detran-DF, Lúcio Lahm.

* Com informações da SSP e da DF Legal

Fonte: Agência Brasília

About Goiás em Notícias

Check Also

Você sabe o que é a Tarifa Social de Energia Elétrica?

Benefício foi criado para ajudar famílias de baixa renda. Descontos chegam a 65%, e CEB …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *